Trazer à Luz as Sombras

Normalmente percebemos as sombras apenas como um efeito natural e menos importante da presença dos objectos no mundo. Mas a riqueza das sombras é muita: as suas formas, a sua dança sempre dependente da luz, os contornos sugestivos que desenham sobre um papel ou uma superfície.

Nesta oficina, com Marta Bernardes, convidamos os participantes a voltar a olhar o que parecia evidente e, como uma lanterna mágica, brincaremos às alumiações, e às assombrações, ao início de um pequeno mundo de maravilha.

Para crianças entre 3 e 14 anos, acompanhadas pela família.

Duração: 1 hora aprox.
Limite de participantes por oficina: 25 pessoas

Marta Bernardes

Marta Bernardes (1983, Porto) licenciou-se em Pintura pela FBAUP em 2006 onde leccionou entre 2010 e 2012. Aprofundou o seu estudo em artes visuais e multimédia na ESNBA de Paris e mestrou-se em 2008 em Psicoanálisis y Filosofía de la Cultura pela UCM – Madrid.

Actualmente realiza um doutoramento na área da Filosofía Política na mesma universidade. Foi elemento do serviço educativo do Museo de Arte Abstracto Español – Cuenca, e membro da coordenação de exposições da Fundación Juan March – Madrid. Desde 2005 apresenta-se regularmente ao público tanto com trabalho plástico e audiovisual, como com peças de pendor performativo-teatral, poético e musical. Apresentou obra em Portugal, Espanha, Itália, Tunísia, França, Brazil, Marrocos e Canadá. Tem obra em colecções públicas (ex.colecção MAS-Santander) e privadas (ex: colecção Luciano Benetton).

Editou: “Arquivo de nuvens“ (Cadernos do Campo Alegre, 2007), “Ulises” (na colecção Rato da Europa, Pé de Mosca, 2013), “Claviculária” (Douda Correria,2014). “A inocência das facas”(Tcharan editora, 2015), “Achamento” com Catarina Nunes de Almeida (do lado esquerdo editora, 2015), “ Barafunda” com Afonso Cruz (Caminho, 2015), “Ícaro” (Mariposa Azual, 2016).

É co-guionista do filme “Bibliografia” de João Manso e Miguel Manso, seleccionado para o “Portuguese Waves” no Torino Film Festival. É argumentista, guionista e co-realizadora do filme de animação “Palavra”, juntamente com Júlio Vanzeler, com apoio do ICA – Portugal.

Sessões