Próxima paragem: Canadá (Foco Norman McLaren)

Ciclo de curtas metragens de animação de Norman McLaren, realizador galardoado com alguns dos mais importantes prémios de cinema, e um dos nomes pioneiros do cinema de animação conhecido pela técnica de desenho na própria película. Uma sessão surpreendente e muito divertida.

COMPRAR BILHETES

Filmes:

Biscoito de Natal / Christmas Cracker, Jeff Hale , Norman McLaren , Grant Munro and Gerald Potterton, Canadá, anim., 1963, 9’
Esta animação consiste em três segmentos que nos dão uma perspectiva divertida do Natal: uma interpretação da “Jingle Bells” por figuras de papel recortadas, uma dança de brinquedos de lata, e uma história sobre a decoração perfeita da árvore de Natal. Este filme festivo recebeu muitos prémios e uma nomeação aos Óscares.

Galinha Saltitante / Hen Hop, Norman McLaren, Canadá, anim., 1942, 4’
Esta alegre curta metragem de animação apresenta uma galinha dançante que se transforma num ovo. O filme foi feito sem câmara por Norman Mclaren, que desenhou directamente na película de 35mm com uma caneta normal. A cor foi adicionada opticamente.

Era uma vez uma cadeira / Il était une chaise, Claude Jutra and Norman McLaren, Canadá, anim., 1957, 10’
Um curta metragem de animação à maneira deslumbrante de Norman McLaren. O cineasta ilustra o fenómeno incomum da revolta da matéria. Mas porque é que o homem e o objecto não concordam em amizade?

Cores e Sons / Short and Suite, Norman Mclaren, Canadá, anim., 1959, 5’
Esta animação é um maravilhoso cocktail de cores por Norman Mclaren e Evelyn Lambart. Várias atmosferas musicais escritas para uma banda de jazz por Eldon Rathburn são transpostas em padrões de cores e luz em movimento. Esta dinâmica curta é composta por imagens riscadas e pintadas à mão directamente na película.

Cânone / Canon, Norman McLaren and Grant Munro, Canadá, anim., 1964, 9’
Esta curta-metragem de animação explora o “cânone”, uma forma de “ronda” musical na qual cada cantor escolhe as letras e melodia de uma canção depois do cantor anterior. Através de uma combinação de animação e imagem real, este animado filme musical demonstra, sem diálogo, os vários padrões que um cânone pode ter dependendo do número de participantes e da duração da peça musical em causa.

Boogie-Doodle, Norman McLaren, Canadá, anim., 1948, 3’
Nesta curta metragem de animação, o “boogie” é interpretado por Albert Ammons e o “doodle” é desenhado por Norman McLaren. Feito sem o uso da câmara, “Boogie-Doodle” é um filme experimental rítmico e de cores vivas.

Discurso de Abertura: McLaren / Opening Speech: McLaren, Norman McLaren, Canada, anim., 1961, 7’
Nesta curta metragem, Norman Mclaren é literalmente apanhado pelos seus próprios truques cinematográficos. Enquanto tenta dar as boas-vindas ao público, é contrariado por um microfone com vontade própria.

COMPRAR BILHETES

Sessões